Mafra


A primeira referência documental a esta Páróquia data de 1279, apontando já o nome do Santo André.
Aceita-se, no entanto, a hipotética existência de uma Paróquia anterior á invasão muçulmana, atendendo a elementos arqueológicos que indiciam um provável templo páleo-cristão nas proximidades do actual.
A actual igreja data do século XIV, tendo sido recriada em 1940 pela Direcção Geral dos Monumentos Nacionais.
Segundo a tradição, Pedro Julião, o futuro Papa João XXI, terá sido seu Prior.
Foi colegiada até á segunda metade do século XVIII, com assento no cabido da Sé de Lisboa.
Em 1835, após a extinção das ordens religiosas, foi a Próquia transferida para a Basilica de Nossa Senhora e Santo António, onde se mantém até aos dias de hoje. A Basilica, corpo central do Convento de Mafra, foi sagradaa 22 de Outubro de 1730, aniversário do Rei D. João V, que o mandou construir.